1° medicamento à base de cannabis chega às prateleiras de Portugal em maio

Será o primeiro medicamento do gênero a ser comercializado em Portugal. Empresa britânica chegou a acordo com o Infarmed

O primeiro medicamento à base de cannabis em Portugal deve começar a ser comercializado em meados de maio. Trata-se do Sativex, que até já tinha recebido autorização de introdução no mercado, mas nunca chegou a ser comercializado, embora pudesse ser solicitado através de uma autorização especial.

Além da Tilray, a Sabores Púrpura, a RPK Biopharma e a Terra Verde obtiveram igualmente autorização do Infarmed para a plantação de cannabis. No entanto, apenas a empresa canadiana tem autorização para fazer transformação do produto, esclareceu Maria do Céu Carvalho, acrescentando que, das quatro autorizações para plantar, apenas duas já estão em atividade. O organismo recebeu ainda seis pedidos de licença para plantar e teve reuniões com mais 14 entidades interessadas. 

A empresa britânica que o detém fez o pedido de comercialização, chegou a acordo sobre preços com o Infarmed e foi assinado o contrato já em abril, comentou a presidente do Infarmed, Maria do Céu Carvalho.

Para além do Sativex, a responsável garante que o Infarmed não tem mais nenhum pedido pendente, “nem relativamente a medicamentos nem relativamente a substância ou preparações”. Assim que chegar algum pedido, esclareceu, será avaliado “como qualquer outro medicamento”.

Nota Green Science: Sativex é um medicamento desenvolvido para tratar a esclerose múltipla, a partir de Cannabis, e lançado em 2005, no Canadá. Foi o primeiro medicamento no mundo a ser aprovado contendo uma base de Cannabis.

Fonte: Publico (Portugal) e Green Science


Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
1° medicamento à base de cannabis chega às prateleiras de Portugal em maio