CBD mostra potencial no tratamento de pacientes com psicose

Um estudo pequeno mostrou que pacientes com psicose podem se beneficiar do uso do canabidiol. Após uma dose do extrato, o cérebro dos participantes do estudo passou a se assemelhar ao cérebro de não-psicóticos.

A terapia com o derivado da cannabis pode ser uma alternativa a quem não responde bem aos antipsicóticos atualmente disponíveis no mercado.

O estudo, publicado no periódico Psychological Medicine, usa ressonância magnética para examinar o cérebro de 13 pessoas com diagnóstico de psicose, sob o efeito de CBD ou placebo, e mais 16 pacientes para controle. Todos participaram de um exercício de memória durante a ressonância.

Durante o exercício, ocorreu diferente padrão de atividade nos pacientes que tomaram o placebo e os pacientes usados para controle. Mas, os pacientes com CBD, por outro lado, mostraram atividade cerebral parecida com os que não sofrem de psicose.

É a primeira vez que uma pesquisa escaneou o cérebro de pessoas com diagnóstico de psicose que tomaram CBD, e embora a amostragem seja muito pequena, os resultados nos levem a crer que o CBD influencia as áreas do cérebro que têm atividade não-usual nos pacientes, disse o Professor Sagnik Bhattacharyya, do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência da King’s College, de Londres.

Agora, após o resultado encorajador, outros estudos maiores e mais completos devem ser feitos sobre o assunto.

Fonte: Psych Central

Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
CBD mostra potencial no tratamento de pacientes com psicose