ABICANN e CCB estreiam um hub de inovação entre Brasil e Uruguai

Organizações passam a apoiar startups de inovação, focadas em Cannabis Medicinal e Industrial no Brasil e Uruguai; regulatórios e P&D fazem parte da missão na parceria de promoção internacional

Por Andrea Bezmertney e Missieli Rostichelli | 04 de agosto de 2021 | Atualizado em 24 de agosto

Lea este texto en español

A Associação Brasileira das Indústrias de Cannabis (ABICANN) e a Cannabis Company Builder (CCB) assinaram um convênio internacional, com o objetivo de promover o desenvolvimento da indústria da Cannabis Medicinal e Industrial entre o Brasil e o Uruguai. A parceria sedimenta a criação de um hub de apoio às inovações e tecnologias para o setor, tendo as cidades de São Paulo e de Montevidéu como centros desse intercâmbio entre empreendedores e startups, atuantes nos mercados da Cannabis no eixo entre ambos os países.

Tanto a ABICANN quanto a CCB passam a evidenciar e promover uma cultura de responsabilidade, transparência, integração e melhor uso de seus recursos empresariais, o que inclui a coordenação e coesão das organizações que atuam com recursos de informação, inovação e uso de tecnologias agrícolas, industriais e para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Atualmente, nos dois países existem pesquisas avançadas sobre produtividade industrial com o Cânhamo, regulações e legislações em andamentos, para produtos de Cannabis Medicinal.

“Aqui no Brasil ainda temos desafios legislativos e regulatórios, tanto para dar acesso a pacientes de Cannabis para uso terapêutico quanto para produzir bens duráveis com o Cânhamo, capaz de gerar mais de 50 mil itens para indústrias. E essa cooperação entre a ABICANN e a CCB permitirá maior acesso às empresas startups que apoiam o cultivo, extração de canabinoides, produção de fibras, industrialização e desenvolvimento de pesquisas científicas sobre produtos”, afirma Thiago Ermano Jorge, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Cannabis.

Atualmente, tanto os mercados do Brasil quanto do Uruguai enfrentam grandes desafios para orientar o uso adequado de produtos à base da planta Cannabis, acesso à informação e comercialização de Cannabis Medicinal, fazendo necessário empresas do setor e organizações de apoio industrial e empresarial investirem recursos para ampliar a dimensão tecnológica para o desenvolvimento dos mercados e ampliação da cultura empreendedora.

“Com esta iniciativa teremos, de ambos os países, de forma bilateral, questões de apoio técnico em inovação e empreendedorismo. Este acordo também visa fornecer infraestrutura e suporte para criar um ambiente saudável e evolutivo para os profissionais participantes. Vamos trabalhar, ainda, ações de relacionamento e divulgação pública de parcerias nos dois países”, comentou Andres Israel Naor, CEO da CCB.

Potencial da planta Cannabis vai além do uso medicinal e pode agregar valor a mais de 5.300 tipos de produtos industrializados (Reprodução/ABICANN)

Startups e Sociedade em foco – Serão movimentadas redes de parceiros, câmaras de produtores e investidores industriais, a fim de apresentarem conhecimentos para benefício, também, à educação cidadã sobre o uso correto e adequado de consumo da Cannabis Medicinal e seus processos de industrialização. A união para o desenvolvimento do centro de inovação atuará para colaborar com normativas regulatórias, por meio da colaboração mútua, sendo possível melhorar e atualizar os marcos regulatórios de ambos os países.

De acordo com Marcos Rabellino, Embaixador da ABICANN para as relações de mercado com o Uruguai, Argentina e Brasil, “aproveitar oportunidades para desenvolver cooperações no mercado da Cannabis entre países da região é, sem dúvidas, o caminho a seguir. Existe um grande potencial no mercado brasileiro, e junto a segurança jurídica do Uruguai fortalecerá ainda mais a oferta de soluções produtivas, P&D, tributárias e logística para organizações públicas e privadas, junto a empresários e empreendedores no setor”.

Sobre as organizações:

A Associação Brasileira das Indústrias de Cannabis (ABICANN) é uma entidade empresarial associativa, de direito privado e sem fins lucrativos, com autonomia administrativa, financeira e apartidária, regida por um Estatuto e pela legislação brasileira. Os mais de 120 associados se unem em defesa pública pelo desenvolvimento industrial e empresarial, sustentável e ético, dos mercados profissionais em torno da Cannabis Medicinal e do Cânhamo Industrial no Brasil. Atualmente, a ABICANN coordena ações juntamente com 16 países da América Latina, em um tratado em comum para livre pesquisa e comércio da planta e seus produtos, movimenta cinco comitês (Economia, Internacional, Justiça, Política e Sociedade), além de coordenar 10 Grupos de Trabalho sobre os temas de interesse dos associados. http://abicann.org 

A Cannabis Company Builder (CCB) é uma empresa internacional que desenvolve startups, promove sinergias entre empresas do seu portfólio, agregando valor e consultoria estratégica e promovendo projetos relacionados com a Indústria da Cannabis e Ciências da Vida, em todas as suas verticais e em todas as fases do setor. A CCB mantém equipe dedicada para colaborar com empresários em diversas áreas, tais como assistência jurídica, licenças de marca e design, produto e engenharia, gestão de pessoas, vendas, marketing estratégico e finanças. Entre os principais parceiros da CCB estão a Universidade ORT Uruguai e o Centro de Inovação e Empreendedorismo (CIE), para a promoção de uma cultura empreendedora e de inovação na universidade. www.cannabiscompanybuilder.com 

Contato para a imprensa: Andrea Bezmertney, Diretora de Comunicação da ABICANN (andrea@abicann.org e +55 11 9 1031-5395) ou Missieli Rostichelli, Relações Públicas e Atendimento à Imprensa (portal@abicann.org e +55 11 9 3039-3003).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
ABICANN e CCB estreiam um hub de inovação entre Brasil e Uruguai