“Sou um homem de sorte por ter conhecido essa terapia [com CBD] antes de ter entrado nas ‘tarjas pretas’”

Em processo de conseguir uma receita médica, para melhorar sua saúde, o empresário brasiliense André* conta ao Green Science Times sobre seu primeiro contato com o Canabidiol (CBD) + Tetraidrocanabinol (THC), recentemente. Leia o depoimento completo:

Ansiedade – Eu comecei a usar a cannabis medicinal há três semanas, após ter conhecimento pela mídia dos benefícios do CBD. Importante destacar que não fumo/fumava maconha. Estava num momento de procurar um psiquiatra para tratar a ansiedade, a qual convivo há alguns anos já, e ficou mais intensa nos últimos meses.

Após um “surto” em uma viagem de trabalho no RJ resolvi buscar tratamento no meu retorno em Brasília. E antes que pudesse agendar um psiquiatra, reencontrei um amigo que me cedeu o óleo, para testar.

Sou empresário, tenho 37 anos de idade, pai de três filhos, sócio de 14 empresas e estava no limite da minha capacidade psíquica de lidar com todas as responsabilidades e o senso de urgência, que me são requeridas em cada uma delas.

Faço uso de uma gota sublingual, à noite. O efeito perdura por 24h. Até ajustar o horário exato o qual eu deveria tomar o óleo, levou quatro dias. Senti que após 3h do uso tenho sonolência, então serviu perfeitamente para tratar um outro problema meu, a insônia. Durmo como uma criança!

Ao longo do dia eu fico equilibrado. Consigo participar de infinitas e demoradas reuniões sem o sentimento de estar perdendo tempo. A gente quer fazer tudo e não faz nada! Pode-se confundir até com TDAH, creio eu.

Dores Crônicas – Há dois anos, mais ou menos, eu acordo com o músculo do pescoço enrijecido, como resultado de tensão bem grande. Depois que me levanto, geralmente melhora, mas às vezes persiste e evolui para uma dor de cabeça, que dói da nuca à testa. Depois que comecei a usar o óleo [CBD/THC] nunca mais tive isso. Remédio de dor de cabeça e relaxante muscular? nunca mais usei. Meu estômago e o restante do corpo agradecem!”

Óleo para massagem – Dia desses, a minha esposa que é praticante de Crossfit e veio a se lesionar, foi ao hospital e tomou três injeções entre anti-inflamatórios e analgésicos, depois foi para a casa e tomou mais remédio tarja preta, para [aliviar a] dor. Três horas depois e ainda reclamando de dor, resolvi fazer uma massagem com o óleo, utilizando apenas duas gotas. Em 30 minutos após, ela me disse que havia melhorado 100% da dor e que ainda estava mais relaxada. Até então ela não sabia do que se tratava.

No dia seguinte ela pediu a massagem de novo, usei dessa vez cinco gotas. Não foi legal o efeito pra ela. Passou a dor, mas ela ficou grogue por um longo período no dia seguinte. Fiz a massagem por volta da meia-noite e as 10h ela ainda estava lenta.

Outra melhora que posso destacar é da libido. Melhorou 1000%.

É ruim não ter receita e nem saber onde obtê-la. Não sei que médico poderia me receitar o óleo. Mas gostaria muito que a prática fosse legalizada, porque gostaria de ver mais pessoas sendo beneficiadas, assim como eu fui”, conta

Me livrei de tarjas pretas, utilizando um produto natural, que até onde eu sei, não provoca dependência e nem possui efeitos colaterais severos. E o efeito ansiolítico do CBD não me deixa down. Pelo contrário, me movimento muito, pratico esportes e consigo me concentrar mais nas reuniões de trabalho. Espero que outras pessoas consigam o direito a utilizar essa química da canabis, de forma legal e com a colaboração do Estado.

* André – o depoimento é 100% verdadeiro, e sem vieses. Mudamos o nome real do entrevistado para preservar o direito a conseguir uma receita médica, autorizada pela Anvisa e justiça, e para que continue a testar o tratamento iniciado.

NOTA: Nós, do Green Science times, indicamos aos leitores que todo tratamento experimental com CBD e THC sejam acompanhados por profissionais autorizados, mantendo as terapias médicas tradicionais, em caso de consumo de alopáticos.

Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
“Sou um homem de sorte por ter conhecido essa terapia [com CBD] antes de ter entrado nas ‘tarjas pretas’”