Opinião: O plantio de maconha para fins medicinais deve ser liberado no Brasil? NÃO

Farsa ‘medicinal’: Anvisa tem apoio de empresas e não pensa na saúde

Osmar Terra *

Embalada por poderosos interesses econômicos de empresas estrangeiras e de lobistas brasileiros, uma campanha está em curso no Brasil: a legalização das drogas ilícitas, começando pelo plantio da maconha para “fins medicinais”. Um plantio proibido por lei, assim como o das plantas que originam o crack e a cocaína, o ópio e a heroína. 

Essas plantas podem ter na sua composição uma ou outra molécula com algum efeito medicinal. Por que, então, não permitir seu plantio? Porque 99,9% das centenas de moléculas que as compõem têm efeito devastador sobre a saúde de quem usa, destruindo a vida pessoal, familiar e social de milhões de pessoas!

O que a Anvisa está tentando, com o apoio das empresas internacionais, é quebrar o paradigma da proibição, como já foi feito em poucos países, que acabaram legalizando o consumo da maconha. Nessa estratégia bem articulada, o primeiro passo seria a descriminalização do uso; depois, a liberação da maconha medicinal; em seguida, a permissão do seu uso recreativo; e, logo após, a legalização de todas as drogas, deixando que o mercado regule seu uso. 

Mercado canábico no Brasil
Mercado canábico no Brasil

Uma ação que interessa economicamente a uma pequena, mas influente, parcela da sociedade, com o apoio de parte da imprensa. Essas empresas não estão preocupadas com a saúde das pessoas, mas em ganhar muito dinheiro com a disseminação do vício. A Anvisa vai nessa direção, apoiando empresas. Alegam preocupação com o tratamento para doenças raras em crianças. Argumentam que querem facilitar o acesso ao canabidiol, molécula presente na composição da planta da maconha. Usam, como escudo, as mães aflitas dessas crianças, exibindo seu desespero para comover o público e justificar o plantio.

Leia mais em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2019/08/o-plantio-de-maconha-para-fins-medicinais-deve-ser-liberado-no-brasil-nao.shtml

Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
Opinião: O plantio de maconha para fins medicinais deve ser liberado no Brasil? NÃO