SBT: Sob risco de perder fala, general Villas-Bôas defende maconha medicinal

Com uma doença neuromotora degenerativa, o general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante do Exército e atual assessor do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) do Palácio do Planalto, corre risco de não falar mais e tem testado tecnologias para substituir o ato da fala.

Em meio a outras alternativas, o militar contou em entrevista ao SBT que foi apresentado ao canabidiol –uma das centenas de compostos encontrados na maconha– e, apesar de não usá-lo, defendeu o uso do medicamento e falou em “hipocrisia social” ao mencionar as dificuldades de quem precisa no acesso ao tratamento.

“Eu não entendo por que ao mesmo tempo que tem gente lutando aí, defendendo a legalização da maconha, está tão difícil se obter esses medicamentos para efeito medicinal. Eu acho, de certa forma, até uma hipocrisia social e vejo a luta de algumas pessoas que dependem disso para minimizar sintomas de efeitos de algumas doenças que têm dificuldade”, disse o general com dificuldade para respirar.

Ele afirmou que vai abrir um instituto com sua filha Adriana para ajudar pessoas que sofrem com doenças incapacitantes, assim como ele. Enquanto isso, já começou a usar a navegação na internet sem as mãos e testa três tecnologias diferentes. Villas Bôas deixou o comando do Exército no começo.

Assista a entrevista, realizada com exclusividade ao jornalismo do SBT:

Fontes: SBT e UOL

Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Nosso conteúdo

Como forma de respeito a todos os conteudistas e leitores, referenciamos nossas fontes de informação colocando seus links. Além disso, sabemos que isso facilita as pesquisas de estudantes, professores, pesquisadores, empreendedores, profissionais e, dessa forma, o ecossistema se fortalece como um todo. \o/
Licença de uso
CC BY

Utilizamos a licença Creative Commons CC-BY (Atribuição 4.0 Internacional), ou seja, resumidamente, qualquer um pode:

Compartilhar: copiar e redistribuir o conteúdo de nossas postagens em qualquer meio e formato;
Adaptar: editar, remixar, transformar, e construir a partir de nossas postagens com qualquer propósito, até mesmo comercial.

Sob o seguinte termo:

Atribuição: ao utilizar (compartilhar/adaptar) o conteúdo de nossas postagens, seja para encontrar novas fontes de conteúdo, o responsável deve dar os devidos créditos ao nosso canal, referenciando-o com o link para o material consultado.

Essa licença está entre as mais abertas e é aprovada pelo Free Cultural Works, ou seja, é uma licença que está de acordo com as liberdades essenciais de uso, compartilhamento e edição de conteúdo

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
SBT: Sob risco de perder fala, general Villas-Bôas defende maconha medicinal